Marketing na indústria de alimentos é pré-requisito para atrair consumidores

Sem uma boa estratégia de marketing na indústria de alimentos, os players desse mercado tornam a sua jornada muito mais árdua do que poderia ser.

Todo mundo precisa comer e o país é grande, o que significa que público sempre haverá. Mas as margens do segmento são apertadas e a concorrência é bruta.

Apenas em 2022, o faturamento da indústria alimentícia do Brasil superou a marca de R$ 1 trilhão, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), dos quais R$ 771 bilhões correspondem ao mercado interno. A expectativa é que o consolidado de 2023 seja ainda maior.

Esses números mostram que a indústria alimentícia é um setor pujante, que oferece oportunidades de negócios e emprego para milhões de brasileiros.

Nesse cenário, o marketing desempenha um papel importante no posicionamento das marcas no mercado e consequente aumento nas vendas.

Neste post, vamos abordar os principais desafios e oportunidades do marketing na indústria alimentícia brasileira.

marketing na industria-de alimentos

Por que investir em marketing na indústria de alimentos?

O marketing desempenha um papel fundamental em construir e fortalecer a marca, impulsionar as vendas e estabelecer conexões emocionais com os consumidores. A seguir estão algumas razões pelas quais é essencial investir em estratégias de marketing na indústria de alimentos.

1. Concorrência acirrada

A indústria de alimentos é altamente competitiva, com inúmeras opções disponíveis para os consumidores.

O marketing eficaz ajuda a diferenciar os produtos, destacando suas características únicas e os benefícios que oferecem, o que pode influenciar a decisão de compra.

2. Conscientização da marca

O marketing cria conscientização da marca, tornando-a reconhecível e familiar para os consumidores. Uma marca forte e positiva pode influenciar a preferência do consumidor e construir lealdade ao longo do tempo.

3. Inovação e lançamento de produtos

A indústria de alimentos está sempre evoluindo, com novas tendências e preferências do consumidor surgindo regularmente. O marketing permite que as empresas destaquem inovações e novos lançamentos, gerando interesse e antecipação entre os consumidores.

4. Educação do consumidor

Muitos produtos alimentícios apresentam características específicas, como ingredientes saudáveis, métodos de produção sustentáveis ou origens específicas.

O marketing desempenha um papel vital na educação do consumidor sobre esses aspectos, ajudando a criar uma conexão mais profunda e significativa com os produtos.

5. Engajamento nas redes sociais

As redes sociais desempenham um papel crescente na tomada de decisões dos consumidores. Estratégias de marketing nas redes sociais permitem que as empresas de alimentos se envolvam diretamente com os consumidores, recebam feedback em tempo real e construam uma comunidade em torno de seus produtos.

Quais os principais desafios do marketing na indústria de alimentos?

Claro que, a essa altura, as empresas já entendem a importância do marketing na indústria de alimentos.

Mesmo assim, há sempre novos desafios que surgem na comunicação das marcas. Conheça alguns abaixo.

1. Tendências de clean label

O aumento da demanda por produtos “clean label” (rótulos limpos, com ingredientes mais saudáveis e fáceis de entender) apresenta desafios na reformulação de produtos para atender a essas expectativas, ao mesmo tempo em que se mantém a qualidade, sabor e estabilidade dos alimentos.

2. Tecnologia na cadeia de suprimentos

A implementação de tecnologias como rastreamento blockchain e IoT (Internet das Coisas) para garantir a transparência na cadeia de suprimentos, desde a produção até o consumidor final, é um desafio significativo, requerendo investimentos em infraestrutura e treinamento.

3. Personalização e customização

Com a crescente demanda por produtos personalizados, a indústria de alimentos enfrenta o desafio de incorporar flexibilidade em suas linhas de produção para atender a pedidos de tamanhos de lote menores e personalizações específicas do cliente.

4. Gestão de dados e análise preditiva

O volume crescente de dados na indústria de alimentos requer habilidades avançadas em análise de dados e implementação de ferramentas de análise preditiva para antecipar as tendências do mercado, otimizar a produção e tomar decisões informadas.

5. Marketing digital especializado

Com a mudança para canais digitais, o marketing digital na indústria de alimentos requer uma compreensão especializada das plataformas relevantes, como SEO (Search Engine Optimization) específico para alimentos, estratégias de conteúdo personalizado e análise de métricas específicas do setor.

6. Estratégias de exportação e comércio internacional

Para empresas que buscam expandir internacionalmente, enfrentar desafios relacionados a regulamentações, logística e adaptação de produtos às preferências locais é essencial.

7. Gestão de crises de imagem

A indústria de alimentos está sujeita a crises de imagem relacionadas a recalls de produtos, questões de segurança alimentar ou controvérsias sobre ingredientes. Desenvolver planos de gerenciamento de crises e comunicação eficaz é fundamental para proteger a reputação da marca.

Estratégias de marketing para a indústria de alimentos

O recomendado é que a empresa conte com um parceiro estratégico para planejar e executar as estratégias de marketing mais adequadas para cada marca.

Em alguns casos, o plano passa por ações de comunicação online, como a produção de conteúdo especializado em blog e vídeos, além de participação ativa nas redes sociais, para buscar conexão e engajamento com o público.

Em outros casos, é igualmente importante se fazer presente fisicamente, em eventos e feiras especializadas, uma maneira eficaz de mostrar produtos, inovações e estabelecer contatos — especialmente se a empresa trabalha no modelo B2B.

Uma ideia a ser considerada é estabelecer parcerias com outras empresas do setor (que trabalham com produtos complementares), criando kits e embalagens especiais, o que pode expandir bastante a visibilidade da marca.

Falando em embalagem, pensar em inovações nessa área é uma ótima maneira de fazer um produto se destacar naturalmente nas prateleiras.

Por fim, podemos citar os programas de fidelidade e relacionamento como um incentivo à fidelização dos clientes.

Além dessas, há uma série de estratégias alternativas que podem fazer a diferença na hora de ampliar a sua participação no mercado de alimentos.

Case de marketing na indústria de alimentos

Recentemente, contamos aqui no blog como foi a campanha Quem Ama, Cozinha, desenvolvida para o arroz Emoções, marca de destaque no mercado nordestino.

Leia o post Quem Ama, Cozinha Emoções: campanha promocional bem-sucedida no Nordeste para saber mais e conferir os resultados do trabalho.

Se você quiser quais as possibilidades de comunicação e marketing para a sua empresa, entre em contato com a agência Incomum e marque uma conversa.

Compartilhe este conteúdo
LinkedIn
Twitter
Facebook
Pesquisar

Newsletter Incomum

Assine a nossa newsletter e recebe estes conteúdos diretamente no seu e-mail.

Entre em contato e cuidaremos da sua marca.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Para mais informações, visite nossa Política de Privacidade.