Aba 1

BLOG|INCOMUM*

Postado em 31 de Março às 11h52

Vamos agir? Precisamos de um novo contrato social

Conteúdo (111)Internas (24)

Muita coisa ainda não sabemos sobre esse novo momento em que vivemos, mas já é possível acenar para algumas certezas:

— a saúde pública não vai resolver isso sozinha;

— o governo não vai resolver isso sozinho;

— os empresários não vão resolver isso sozinhos;

— o Brasil não vai resolver isso sozinho;

— nem aos EUA, a Alemanha, Portugal, China ou a Itália, ou qualquer outro país do planeta conseguirá resolver essa crise sozinhos.

Se cada um se fechar no seu problema e no seu mundo não vamos conseguir passar por essa.

Precisamos sentar e repactuar nossas relações. Não é hora de criticar ou de jogar a toalha. O que é possível para cada um fazer nesse momento para minimizar os impactos? Quais são as prioridades? Quanto cada um de nós precisa dar e/ou trabalhar em nome do todo?

Mesmo estando em casa, ninguém estará suficientemente protegido. Nem uma fronteira será suficiente.

Já tivemos algum tempo de “castigo” para pensar. Já brotaram milhões de mensagens que através dos seus representantes do além nos esfregam na cara: eu disse, vocês não estavam cuidando do planeta! Também já ouvimos inúmeros movimentos do bem, pessoas generosas, empresas abrindo seus produtos gratuitos. Cursos e cursos que nem consigo fazer mesmo que a quarentena dure 60 dias.

Passamos da fase do pensar, do sentir. É hora de querer e agir:

— governadores e presidente precisam conversar e pensar em novos acordos;

— presidentes do mundo precisam sentar e estabelecer novos pactos e ações globais;

— empregadores e empregados vão ter que buscar alternativas e organizar algo que mantenha a fonte de recursos viva e prejudique o mínimo possível a sociedade;

— a sociedade precisa urgentemente pensar em ações que ajudem aqueles que sempre foram esquecidos, ou a tragédia não terá mais fim.

Vamos sentar e conversar?

Esse é o convite feito por Stela Nesello, sócia e fundadora da Agência Incomum e Laborama. Se você tem vontade de se encontrar com outras pessoas que tenham esse mesmo desejo que nós, deixe um comentário abaixo e faremos contato por email.

Comentários!

Ana Alaíde Ortiz TavaresConcordo com a atitude e também quero contribuir, para a construção de novas soluções.
há 2 meses
Fernanda ConceiçãoQuero participar
há 2 meses
MauroDesejo ajudar de alguma forma a superarmos esse momento de adversidades.
há 2 meses
DanusaQuero participar
há 3 meses
Ana Paula BachiegaQuero participar do grupo.
há 3 meses

Veja também

“Vamos falar sobre Casarão na Incomum”, um encontro para reforçar a nossa relação.22/06 A relação entre a Incomum e a Casarão não é de hoje. Desde 2015, a imobiliária é nossa cliente, e foi a primeira a fazer o Plano de Voo. Muita coisa mudou desde então, e para que a gente ficasse a par dessas transformações, recebemos um convite muito especial. O “Vamos falar sobre Casarão na Incomum” aconteceu em uma......
Dores de crescimento organizacional - Introdução05/06 Quando uma empresa vai se desenvolvendo, ela passa por um processo parecido com o crescimento de um ser humano. São diferentes fases da vida, que - assim como na gente - podem gerar algumas dores. Essas são as dores do crescimento....
Dores do crescimento: a hora de expandir05/06 Quando uma empresa sente que é hora de crescer, esse processo pode ser um pouco desconfortável. Em meio a todas as mudanças, medidas devem ser tomadas para recuperar a essência daquele negócio....

Voltar para Blog

newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Assine a nossa newsletter e recebe estes conteúdos diretamente no seu e-mail.

Nome
E-mail
Resolva :

tags blog