Aba 1

BLOG|INCOMUM*

Postado em 21 de Janeiro de 2016 às 15h25

O quanto a verdade da sua marca é relevante para seu consumidor?

Conteúdo (115)
O seu consumidor pode se envolver mais com a sua marca do que você imagina.

O que é a "verdade"

Parece profundo (e um pouco filosófico se quisermos relembrar Platão), mas a "verdade" quando falamos de comunicação está ligado a contar histórias verdadeiras. A publicidade utiliza muito o recurso de storytelling ? ou seja, de contar histórias que envolvem e engajam o público ? com o objetivo levá-los a consumir produtos e serviços de uma determinada marca. Se essa história é verdadeira e consegue inclusive levar até o consumidor os princípio e valores de uma empresa, então essa é a "verdade". 

O storytelling

A técnica de contar histórias é muito utilizada na publicidade e na comunicação de empresas. Você certamente já se deparou com uma campanha assim, como a despedida da Kombi, em 2014.
Porém, igualmente comum são os casos em que a história contada não é verdadeira ? marcas conhecidas, como a Hollister, a Dilleto e os Sucos Do Bem, já se envolveram em polêmicas porque as narrativas construídas por eles e apresentadas como verdadeiras não passavam de ficção. Até onde isso é relevante para o seu consumidor?
Contar uma história não pode ser confundido com criar uma história. Justamente por terem misturado essas duas ideias, as marcas que citamos foram repreendidas tanto pelo CONAR ? o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária ? quanto por seu público.

A imagem da sua marca

Grande parte da comunicação das empresas atualmente tem como objetivo investir em relacionamento. Atingir o público nos canais corretos e se relacionar com eles é o primeiro passo para uma estratégia de marketing de sucesso. Mas e se a sua comunidade de seguidores descobrir que nem tudo o que você está compartilhando e contando é, de fato, verídico?
Todo o seu esforço para criar esse relacionamento foi por água abaixo, concorda? A imagem da sua marca é reflexo do que você compartilha e conta para os seus clientes, seja em uma campanha de divulgação de um novo produto, em uma peça institucional em uma postagem no Facebook. Além disso, vale chamar atenção para o comportamento de consumo de uma geração que está muito atenta na hora de comprar e quer ser cativada por uma marca que ecoe empatia, isto é, que conte uma história de verdade, sem deixar de lado a verdade de quem a concebeu, no caso, as empresas e por sua vez seus sócios, fundadores etc.
Concluindo, a verdade da sua marca é relevante para o seu consumidor. A imagem da sua marca é reflexo das suas ações online e offline. É preciso garantir que tudo o que você cria e compartilha tenha coerência, unidade e conte uma história de verdade, venda a sua real essência! Para saber mais sobre como criar e trabalhar a imagem da sua empresa, nós preparamos esse ebook gratuito para você!

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

Cultura organizacional e comunicação: case da Casarão Imóveis07/10 Cliente da Incomum quando o assunto é comunicação e da Laborama, nossa empresa irmã, quando o foco é cultura organizacional, a imobiliária Casarão Imóveis, é uma referência em crescimento com visão de futuro, seja quando fala de sua marca, seja quando cuida da sua cultura. Convidamos Carolina Brum, gerente de Gente e......
Cultura organizacional e comunicação: será que dá match?04/09 Cada vez mais o termo "cultura organizacional" entra nos ouvidos dos profissionais da comunicação e marketing, deixando de ser uma preocupação apenas das lideranças. Se isso soa estranho para você,......
DE MÃOS DADAS NA PANDEMIA: O DIGITAL E O MERCADO IMOBILIÁRIO01/09 O trabalho comercial de corretagem de imóveis sempre foi extremamente pessoal. Com o passar do tempo, estratégias digitais de captação de leads, impulsionadas ou não por inbound marketing entraram em campo. Elas......

Voltar para Blog

newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Assine a nossa newsletter e recebe estes conteúdos diretamente no seu e-mail.

Nome
E-mail
Resolva :

tags blog