Aba 1

BLOG|INCOMUM*

Postado em 29 de Junho de 2016 às 00h00

6 coisas que você precisa saber sobre e-mail marketing

Conteúdo (99)
Não use indiscriminadamente este canal. Coloque estratégia e cuidado para obter uma boa relação entre sua marca e seu cliente. O e-mail não morreu.

O e-mail marketing é uma das ferramentas mais poderosas que temos no marketing digital. Por meio dele é possível direcionar conteúdo, segmentar promoções, aumentar as vendas ou, por outro lado, passar uma péssima impressão para o cliente. Por isso, é muito importante ficar atento às suas estratégias.

No post de hoje vamos dar 6 dicas de como utilizar bem essa ferramenta para ter apenas resultados positivos. Confira!

Não compre listas

Uma prática relativamente comum é comprar listas de e-mails, muitas vezes aleatórias, e efetuar disparos sem o menor critério. Isso é ruim por dois motivos. O primeiro é que a pessoa dona desse e-mail não pediu ou autorizou o recebimento do seu conteúdo, o que pode incomodá-la. Isso nos traz para o segundo problema: spam.

Se muitas pessoas começarem a marcar seus e-mails como spam, os grandes provedores, como Gmail, Hotmail, Yahoo!, começarão a classificar todos os seus disparos como spam, inclusive para aquelas pessoas que gostariam de recebê-los. Por isso a importância de criar a sua própria lista.

Faça segmentação

Antes de fazer o disparo, faça uma segmentação da sua base de contatos, seja por um perfil comportamental ou demográfico. Por exemplo: é mais provável que mulheres comprem calcinhas e camisolas (segmentação demográfica) do que homens, da mesma forma que alguém que comprou um acessório do Capitão América esteja mais propenso a comprar um do Homem de Ferro (segmentação comportamental).

Outros exemplos de segmentação são cargo, sexo, origem do cliente, ações tomadas no site e etc.

Faça testes A/B

Como saber qual e-mail converte mais? O único jeito é testando. Quando você for fazer um disparo e quiser saber qual tipo tem melhor performance, separe grupos dentro da sua base de forma aleatória, dispare cada tipo de e-mail para um deles e analise os resultados. Fazer esse teste de forma constante pode te ajudar a ir sempre melhorando a efetividade da sua campanha de e-mail marketing.

Cuidado com a formatação

Existem algumas práticas que são comumente classificadas como características de spam, então evite-as. Por exemplo: título do e-mail em caixa alta, excesso de palavras ou expressões como "grátis", "Clique aqui", "free", "urgente", excesso de acentos ou de "!!!!!", entre outros.

Envie seu e-mail marketing na frequência certa

Talvez o seu público não queira receber e-mails todos os dias a respeito de uma determinada promoção imperdível. Talvez o seu público esqueça de você caso isso ocorra apenas mensalmente. Tanto o excesso quanto a falta são igualmente prejudiciais.

Uma forma de achar o meio termo é começar enviando pouco (uma vez por semana ou uma vez a cada duas semanas) e aumentar gradativamente, sempre analisando os resultados. Outra forma interessante é deixar que o usuário escolha a frequência e os assuntos que ele quer receber; assim, você evita ser ignorado ou classificado como spam.

Deixe o unsubscribe fácil e visível

Alguém se descadastrar da sua lista de e-mails parece ruim, certo? E realmente é. Mas como já falamos no início, é bem pior se várias pessoas, uma vez que não tenham opção de parar de receber seus e-mails "por bem", decidam classificá-los como spam. Nesse caso, a opção de perder alguns pode ser mais interessante do que perder todos.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe nas suas redes sociais!

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

Quizzes. Quando o bom usa da ferramenta digital trás resultado na estratégia de comunicação.14/01 Que tipo de batata é você? Qual desses gatos combina mais com a sua personalidade? Com certeza você já respondeu a um desses. Afinal, todo mundo ama quizes. Essa relação calorosa não é bem de hoje — os testes já faziam sucesso em revistas muito antes da internet. E os assuntos nem precisam ser bobos como os que citamos no começo do......
Automação = desumanização? Não necessariamente11/12/19 Tecnologias que automatizam a comunicação e o atendimento podem aumentar a satisfação do cliente. Com o crescente uso de tecnologias de automação e inteligência artificial nos processos internos das empresas......

Voltar para Blog

newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Assine a nossa newsletter e recebe estes conteúdos diretamente no seu e-mail.

Nome
E-mail
Resolva :

tags blog